A maratona de Londres, por uma corredora (parte 1)

Este post foi escrito pela minha querida amiga Tininha, que vai correr a maratona de Londres este domingo.

Correr uma Maratona entrou na lista de muita gente ultimamente como algo a fazer antes de morrer. Confesso, não estava na minha, mas agora virou um objetivo, ou melhor, uma obsessão. Tudo em nome de uma boa causa.

Mural no Regent's Canal

Painel no Regent’s Cnal para que as pessoas escrevam o que querem fazer antes de morrer

O que me deu na telha para correr uma maratona

Morando e trabalhando em Londres desde 2007, eu sempre recebia pedidos de doações para “amigo X que vai escalar/correr/nadar o Kilimanjaro/maratona Y/canal da mancha em prol da instituição Z” e não entendia direito o que era. Pensava: “Ele quer passear e eu vou bancar?” Passado um tempo, entendi como funciona. O hábito de contribuir para ONGs (charities) está muito arraigado na cultura inglesa. E os grandes eventos esportivos, como a maratona, se tornaram veículos para arrecadar fundos vitais para sua sobrevivência, além de promover o trabalho que eles fazem. A inscrição de um atleta para a maratona, ou a corrida Londres-Paris de bicicleta, por exemplo, é condicionada ao levantamento de fundos para uma instituição.

A instituição que estou ajudando

A ONG Anthony Nolan é uma instituição muito séria do Reino Unido que trabalha para ajudar pessoas afetadas por cânceres de sangue como leucemia e linfoma. Eles têm um banco de doadores de medula e procuram doadores compatíveis para pessoas que precisam de um transplante, além de desenvolverem pesquisas, bancarem grupos de apoio e várias outras iniciativas. Sou cadastrada no banco de doadores deles há alguns anos e admiro muito seu trabalho.
Selo Anthony Nolan
Logo após a Maratona de Londres de 2013, recebi um email da Anthony Nolan dizendo que eles seriam a ONG oficial da maratona em 2014. Me empolguei e decidi me candidatar pra ver que “bicho ia dar”… Na minha cabeça pensei, não vão me chamar de jeito nenhum, não sou boa corredora (aliás, não sou corredora – ou pelo menos não era) mas não custa tentar. Duas semanas mais tarde recebi uma ligação da Anthony Nolan me oferecendo uma vaga. Aceitei na hora, sem pensar (se tivesse pensado acho que não teria encarado). E aí começou minha vida de treinos para virar maratonista. Eu adoraria ter a chance de fazer com que minha medula possa renovar as esperanças de vida de uma pessoa. Enquanto essa oportunidade não aparece, correr a maratona para essa instituição me pareceu uma ideia maravilhosa.

Desde o inicio dos treinos, há 8 meses atrás, correr se tornou pra mim uma maneira genial de curtir a cidade, especialmente quando tem sol mas ainda está frio pois com o corpo aquecido você consegue curtir o dia de sol independente da estação. Você tem a chance de fazer uma atividade física de graça fora de casa sem tremer de frio ou entrar em desespero para achar um local com calefação, e encontra muitas outras pessoas fazendo o mesmo, pois esse esporte é um sucesso entre os Londrinos. Legal, né?

Primavera no Regent's Park

Pausa no treino para curtir o esplendor da primavera no Regent’s Park

Convido vocês a torcer e acompanhar a minha performance pela internet no site da Maratona (mas por favor tenham paciência pois meu estilo é lento – o importante é chegar!). Meu número de inscrição é 34086 e caso queiram apoiar a causa da Anthony Nolan visitem minha pagina de doações. Já estou quase alcançando minha meta!
Me desejem sorte (precisarei, mesmo com todo o treino) e desde já muito obrigada! Quem sabe depois eu volto pra relatar como foi a experiência 🙂
Treinando para a maratona de Londres no rio Tâmisa
Foto: Tininha treinando para a maratona em um dos cenários mais emblemáticos de Londres
Volta sim, Tininha! Estamos esperando! 🙂


About

Multiplicando o amor por Londres desde 2011


'A maratona de Londres, por uma corredora (parte 1)' have 8 comments

  1. 07/04/2014 @ 10:35 pm penty

    Que maravilhosa iniciativa, conhecida ate na Italia

    Reply

  2. 08/04/2014 @ 12:56 pm Flavio

    Parabens! Boa maratona! O importante é participar por uma boa causa.

    Reply

  3. 08/04/2014 @ 4:32 pm Tininha

    Obrigada Penty e Flávio! Está chegando o dia e estou ficando ansiosa! Vamos lá ganhar as ruas de Londres e divulgar essa causa tão legal! Abs

    Reply

  4. 10/04/2014 @ 12:36 pm Tudo sobre a maratona de Londres (parte 2) - Segredos de Londres

    […] ← A maratona de Londres, por uma corredora (parte 1) […]

    Reply

  5. 12/04/2014 @ 12:17 am Paty Mota

    Arrasa lá, Tininha! parabéns pela iniciativa! Estou torcendo por você!

    Reply

  6. 13/04/2014 @ 5:49 pm Flávia

    tirinha parabéns CALORIAS

    Reply

  7. 14/04/2014 @ 1:56 am Tininha

    Obrigada queridas Paty e Flavia! Conseguiiiii! Beijos

    Reply

  8. 21/11/2015 @ 10:04 am Corrida de papais noéis pela Lili - Segredos de Londres

    […] próprio bolso ou pedir a contribuição dos amigos. Isso é condição para participar até da maratona de Londres e as pessoas já estão habituadas a dar uma força às causas apoiadas pelos amigos. As doações […]

    Reply


Would you like reply to Tininha

Your email address will not be published.

Segredos de Londres: multiplicando o amor por Londres desde 2011