Daily Archives: 18/05/2011

Como rodar por Londres como um local III – de bicicleta!

VALORES E INFORMAÇÕES ATUALIZADOS EM 18/5/2014 Londres agora conta com um esquema de aluguel de bicicletas subsidiado pelo governo (e por um grande banco inglês), como Paris. Apesar das bicicletas não serem lá grandes coisas, elas são ótimas para percorrer distâncias curtas pelo centro da cidade. Qualquer um pode alugar as bicicletinhas, que ficam em mais de 200 “estações” (docking stations) espalhadas pela cidade, desde que tenha um cartão de crédito. Procure os totens com

Como rodar em Londres como um local II

VALORES E INFORMAÇÕES ATUALIZADOS EM 18/05/2015 Como expliquei no post anterior, a maneira mais prática e eficiente de se locomover por Londres é usando um cartão Oyster, e há diferentes modalidades de uso. A modalidade de Oyster mais adequada à sua viagem depende de quantos dias você vai ficar na cidade. Veja abaixo: Estadia de até 4 dias O cartão Oyster pré-pago (prepaid) é a melhor maneira para você circular em Londres. Como funciona? Como o nome indica, você

Como rodar por Londres como um local I

VALORES ATUALIZADOS EM 11/5/2015 Um turista desinformado em Londres pode gastar muitas libras desnecessárias com transporte. As tarifas já não são em conta, e para não derrapar no orçamento é importante ter em mente como a coisa funciona. Por exemplo: não vale a pena comprar passagens unitárias para andar de metrô ou ônibus. Para você ter uma ideia, o bilhete unitário de metrô mais barato custa £4,oo  4,30 4,80! A palavra-chave no transporte em Londres é Oyster Card: um

Desmascarando mitos: Londres não é tão caríssima quanto se imagina

Achei pertinente escrever meu primeiro post sobre este assunto, pois muita gente ainda reage aos meus convites a Londres dizendo que está além de suas possibilidades, e que é tudo caríssimo por aqui. Pois bem, eu tenho exatamente a mesma sensação sempre que desembarco no Rio de Janeiro! Uma grande ajuda para quem ganha em real é a libra desvalorizada. Os tempos de R$6 para £1 já se foram há muito, e posso dizer com tranquilidade que em muitas ocasiões se gasta menos aqui do que aí.

Segredos de Londres: multiplicando o amor por Londres desde 2011