Musical Charlie and the Chocolate Factory – relato da Simone

Este post é daqueles que eu adoro publicar: relatos de leitores que se divertiram em Londres com as dicas do Segredos de Londres. Quem escreve hoje é a Simone, do Rio de Janeiro, que esteve em Londres em janeiro e conta para nós a experiência de assistir o musical Charlie and the Chocolate Factory.

Foto: divulgação

Charlie e Willy Wonka no elevador | Foto: divulgação

“Boa tarde a todos os leitores desse blog,

Venho aqui relatar um pouquinho da experiência que tive com o musical “Charlie and the chocolate factory”, e como esse blog foi TUDO para que eu comprasse meus ingressos com segurança e o preço mais em conta. Sim, tem que pesquisar pelos sites sugeridos aqui no blog, pois o preço varia e muito de acordo com a época que você compra, das promoções lançadas de cada site, entre outros fatores, e se eu disser que tem um site melhor, vou estar mentindo. Por isso, recomendo a pesquisa em todos os sites aqui sugeridos, inclusive o site do próprio teatro (que foi onde achei o preço mais em conta, na época).

Outra coisa: uma semana antes de viajar fiquei sondando os sites aqui sugeridos para saber o mais em conta e 2 dias antes de sair do Brasil eu comprei o espetáculo para garantir. Não acho válido comprar na hora, o risco de não conseguir é alto. Detalhe: fui na baixa temporada.

Na hora da escolha do assento é importante verificar se o mesmo tem uma visão “prejudicada” em relação ao palco (isso pode acontecer em qualquer “divisória” do teatro, na dúvida fuja desse lugar). O melhor custo-benefício que encontrei foi o Royal Circle ou Grand Circle, agora não me lembro o nome exato. Inclusive, comprei um pacote que incluia um jantar após o espetáculo.

Bem, em relação à peça, digo que para quem for a Londres com criança, vale super a pena. Confesso que se fosse sozinha, ia assistir Mamma Mia, mas não me arrependi ao assistir esse mega espetáculo, pois fiz questão que o meu filho fosse ter sua primeira experiência teatral no exterior. Além disso, uma amiga já havia me falado que o musical era excelente.

Sinceramente, e principalmente, a segunda “parte” (segundo intervalo) do musical foi realmente um espetáculo em termos de produção da peça. Nível da Brodway! Mas, atenção: acho que a peça é válida somente para quem domina o idioma ou para os que não dominam, que saibam do que se trata a história. Como meu filho já tinha assistido ao filme, ele conseguiu acompanhar bem.

The cast of Charlie and the Chocolate Factory. Photography by Helen Maybanks rs

A família de Charlie | Foto: divulgação

Se valeu? Com certeza valeu! Com a leitura desse blog, o roteiro da minha viagem estava praticamente pronto. Já saí daqui sabendo onde ia passear, onde ia comprar ingressos, onde ia achar roupas de frio não só em Londres, como também aqui no Rio de Janeiro, enfim, dica boa tem que ser compartilhada, por isso, eu compartilho esse blog, que é tudo de bom, escrito por quem entende e vivenciou por anos em londres!

Obrigada, Simone! Assim eu fico até encabulada 🙂 Fico muito, muito feliz de saber que as dicas do blog foram bem aproveitadas. Ajudar é um prazer e uma alegria para mim.

Você tem uma experiência boa em Londres para contar? Escreva um comentário aqui e seu relato poderá aparecer no blog!

Veja as dicas do Segredos para comprar ingressos de musicais em Londres

Veja dicas de hospedagem em Londres

Conheça nosso parceiro de transfers com motoristas brasileiros

Este post é daqueles que eu adoro publicar: relatos de leitores que se divertiram em Londres com as dicas do Segredos de Londres. Quem escreve hoje é a Simone, do Rio de Janeiro, que esteve em Londres em janeiro e conta para nós a experiência de assistir o musical Charlie and the Chocolate…

Avalie este post!

Nota

User Rating: 2.93 ( 2 votes)
0


About

Multiplicando o amor por Londres desde 2011


'Musical Charlie and the Chocolate Factory – relato da Simone' have 2 comments

  1. 13/04/2016 @ 10:16 pm Náthalli

    Vim aqui contar uma coisa meio surreal que aconteceu hoje! Minha mãe está me visitando em outra cidade da Inglaterra, e decidimos hoje de manhã passar o dia em Londres, fomos, passamos um pouco, é perto de 18 horas estávamos procurando algo pra fazer e achei esse post aqui. Decidimos ir, já que adoro essa história e minha mãe não fala inglês, então já conhecendo a história seria fácil de acompanhar. Fomos na cara e na coragem. ???? Chegamos meia hora antes do espetáculo e fui na bilheteria já pedindo o ingresso mais barato hahaha (estudantes!!) e que não tivesse pouca visibilidade. Aí que o cara me fala pra comprar o mais barato mesmo que eu não teria problemas, e também perguntou se eu não gostaria de ficar bem na frente. Falei ok, achando que a gente ficaria nas primeiras fileiras do balcão porque né, era o ingresso mais barato! Então ele me deu um ingresso riscado (os assentos estavam riscado, e ele escreveu outro lugar em cima), e aí que o lugar era exatamente na primeira fileira mesmo, logo na frente e bem no meio do palco! Hahaha pagamos £17,50 no ingresso pra ficar num lugar incrível. Até agora não entendemos o que aconteceu. Imaginamos que talvez eles precisassem de alguém sentado ali já que o Willy Wonka brincou com a gente em determinado momento, ou se foi pura sorte do destino, sei lá, porque o teatro estava cheio, pouquíssimos lugares vazios, e isso aconteceu haha enfim, resolvi postar aqui, e deixar a dica pra quem quer arriscar tentar! Lembrando que fui numa quarta-feira! =)

    Reply

    • 19/04/2016 @ 1:43 pm Deb

      Náthali,
      Incrível a sua experiência, obrigada por compartilhar! E que sorte você teve!!!
      Isso acontece às vezes, quando o teatro não conseguiu vender todos os ingressos da platéia. Para não deixar “buracos”, quando estão prestes a fechar a bilheteria muitos teatros fazem upgrade de assentos ou vendem bons ingressos a preço de banana.
      Mas isso acontece só na última hora, e não é sempre.
      Fico muito feliz de ter te inspirado!
      Abraço
      Deb

      Reply


Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.

Segredos de Londres: multiplicando o amor por Londres desde 2011